A catequista vagabunda que sou

  • março 23, 2020
  • 174 views
1 vote

Olá! Vai Um conto, no qual Eu e meu namorado realizamos tal fantasia.

Me chamo Flávia (fictício), tenho 19 anos, tenho olhos castanhos, sou baixinha, magrinha cabelos médios, seios médios e uma bundinha gostosa…

Meu namorado se chama Tiago (fictício), é alto, forte tem cabelos compridos, olhos castanhos, gostoso demais, seu pau, é o pau! Rosinha e cheios de veias pulsantes que me deixam ardendo de desejo.

Vamos começar né…. Contarei aqui um de nossas fantasias que não são poucas, somos um casal bem pervertido…

Em um belo dia de domingo eu junto com meu namorado formos para igreja na qual eu era catequista dos pré-juvenis. Chegando lá, dou uma enrolada neles e peço para minha ajudante ficar com ele e entro na sacristia e meu boy vem logo atrás.

Catequista putinha

Lá tem uma mesa com umas imagens de nossa senhora que nem reparamos nelas até terminamos a putaria… Começamos a nos beijar O fogo foi nos possuindo, ele me colocou em cima da mesa levantou meu vestido, pôs minha calcinha pro lado e começou me chupar, aí que língua maravilhosa! Ele sugava e lambia com tanta vontade que eu gemia baixinho( ninguém podiam escutar). Eu ficava implorando para ele colocar seu gostoso pau em mim, mas ele não o coloca ficava me torturando, me masturbando com ele…

Depois de tanto implorar pedindo bem baixinho no seu ouvido, ele diz:

“Só coloco dentro se você fizer uma promessa. Quero você de joelhos pedindo a Deus que você seja para sempre uma puta, a mais vadia de todas, que sempre vai tomar o meu leitinho.Você vai fazer esse pedido sua vaca?”

E eu passada de desejos, disse que prometeria tudo, tudo que ele mandasse, sem pensar duas vezes.

Então de joelhos, pedi a Deus o que ele havia me pedido.

Ele me empurrou, me deixando de quatro e então sem pena colocou o seu pau com toda força que tinha dentro da minha bucetinha, que já estava molhada esperando ele entrar nela. Eu solto um gemido, não tão alto, pois ele calava A minha boca e dizia:

“Você pediu, agora aguenta, se não vai apanhar.”

E ele foi bombando com força e a cada estocada dele eu mordia meu braço para que meus gemidos não saiam daquela sala.

Estou chegando ao meu ápice e ele também, então ele tira seu pau e coloca em minha boca, eu sinto seu jato de porra quente entrando fundo em minha garganta, dou uma chupada em sua cabeça para limpar tudo e então nos ajeitamos e voltamos para a outra sala e ninguém desconfiou que tem como catequista uma puta suja.

Beijos até a próxima…


3 comentários para “A catequista vagabunda que sou

  1. orlando • 27 de março de 2020

    Você e uma bela catequista adorei seu conto foi genial caso queria mandar mais conto

  2. Jusci • 28 de março de 2020

    Olá quer fuder comigo. Sexo sem frescuras.

  3. Marcelo • 6 de abril de 2020

    gostei do seu conto erótico, você quer fazer minha matrícula? eu quero ser seu aluno,,

Deixe seu comentário

Meus contos eroticos é o melhor site de relatos eróticos da internet. Sempre com os contos mais picantes e cheios de sensualidade. Aqui tem um acervo de histórias reais sobre sexo, para todos os gostos. Tem contos pornô gay, hétero, fetiche, corno, coroas e muito mais. O meu contos eróticos é atualizado diariamente, trazendo para os leitores, o melhor em conteúdo totalmente grátis para você soltar a imaginação e curtir muito prazer com cada relato real contado aqui. Você pode compartilhar com a gente o seu conto, basta clicar no link e colocar a criatividade em prática, contemplando os leitores com suas experiências sexuais mais safadas.
© 2020 - Contos Eróticos – Contos de Traição, Incesto, Pornô e Sexo
porno - quadrinhos eroticos

Xvideos - Xvideo - Xvídeos - Xvideos Gratis - Acompanhantes DF - X Videos - thebestfetishsites.com - thebestfetishsites.com

error: