CONTOS ERÓTICOS - Contos Eroticos, Sexo e Porno (2021) » Contos de Sexo Verídicos » O casal amigo e a proposta safada e inesquecível

O casal amigo e a proposta safada e inesquecível

  • julho 26, 2021
  • 8929 views
2 votes

Tenho 24 anos, cabelos loiros e pele clara, há uns sete anos sempre mantive amizade com uma moça, também de 24 anos, por volta de 1,58m cabelos longos e escuros, pele branca e bem magrinha, mas com uma bunda bem rendondinha. Apesar da grande amizade, sempre tive grande tesão por ela, como sempre moramos em cidades diferentes, foram poucas as vezes que nos encontramos pessoalmente, de toda forma o máximo que consegui foram alguns beijos e caricias.

Recentemente ela começou a namorar com um rapaz, apesar de me falar muito dele, nunca havia o conhecido pessoalmente, mas pelo que tudo indicada aparentava ser um cara tranquilo.

Nas vezes que ficamos, sempre era em locais públicos então o máximo que conseguia era sentir sua pele e cheguei a alisar seus seios algumas vezes, mas bem rapidamente, pelas visitas serem rápidas nunca tive grandes oportunidades.

Um dia, ela me disse que viria para minha cidade, só que viria acompanhada do namorado, mas queria me encontrar para que eu pudesse conhece-lo. Combinamos bem o a data e o local, marcamos de ir para um bar, para que pudéssemos beber e conversar.

No dia do encontro estava meio desanimado, talvez ressentido por ter que conhecer seu namorado e sem pretensão alguma de que pudesse rolar algo, mas fui.

Chegando no bar eles já estavam sentados, cumprimentei-a primeiro, com um rápido abraço e depois apertei as mãos do seu namorado. Ficamos muito tempo conversando, contando um sobre o outro e tudo mais, estava bem agradável, acabei por achar o Igor um cara bacana, era bem-humorado e contava boas histórias. Já passava de meia noite, tínhamos bebido vários chopps e comido bem, resolvemos pedir a conta. Nesse momento minha amiga disse que precisava ir ao banheiro, logo que ela saiu, o namorado foi atrás dela, resolvi continuar na mesa aguardando a conta.

Os dois foram ao banheiro, mas pude perceber que eles tiveram uma breve conversa antes de entrarem, foram bem breves, os dois riram e fizeram sinal de afirmação com a cabeça e depois seguiram cada um para o respectivo banheiro.

Julguei que ela estaria perguntando se ele havia gostado de mim, naturalmente imagino que ele tivesse algum ciúme dado nossa amizade prolongada, mesmo sabendo que ela não havia contado que já tínhamos ficado algumas vezes.

Uma proposta bem safada

Pois bem, eles voltaram, pagamos a conta e fomos para fora, tinha ido de táxi e iria pedir novamente para voltar, então o namorado dela logo disse:

– Claro que não, nós te deixamos em casa, será um prazer

– Na verdade será uma aventura depois de tantos Chopps – Ela completou rindo

Acabei concordando, fomos até o carro e expliquei mais ou menos onde morava, ele disse que sabia um bom caminho, então não me preocupei em ir direcionando. Estava no banco de trás, aos poucos fui percebendo que o caminho estava bem diferente, mas não quis dar palpite, de repente ele começa a parar o carro, em uma rua bem vazia e estreita, na lateral pude ver que tinha um motel. Fiquei bastante surpreso, até então não tinha ideia do que poderia acontecer. Antes de parar perguntei:

-Ta tudo bem ai? Haha qualquer coisa posso dirigir também

Nisso os dois se viraram para o banco de trás, estavam sorrindo e ela então disse:

-Temos um convite para te fazer, não sei se vai topar, mas de toda forma….

Estava muito curioso, mas nesse momento já sabia que a minha noite seria muito além das expectativas. O rapaz foi direto ao ponto:

– Sei que ela te curte muito e também te achei um cara legal, estamos em busca de uma aventura e pensamos que você seria uma boa, caso você tope ser nosso brinquedo essa noite…

Fiquei sem reação por um momento, mil coisas se passaram pela minha cabeça, tinha certeza que toparia, então logo confirmei:

-To dentro hahahah!!

Minha amiga então completou:

-Mas temos uma condição, todo mundo que entrar nesse motel tem que estar dispostos a tudo….

Putz….  isso revirou minha mente, não tinha parado para pensar bem na situação, estava tão centrado na possibilidade de finalmente comer ela que nem lembrei do namorado. Sempre tive curiosidade para participar de uma putaria de verdade, e aquela seria perfeita. Topei e entramos no motel então.

Uma transa à três inesquecível

Pegamos uma suíte espaçosa, com bastante conforto, quando entramos no quarto, ficamos explorando… O namorado foi colocar a hidromassagem para encher, eu e ela ficamos sentados na cama, comecei a beija-la, seu cheiro me deixava doido de tesão. Quando ele voltou, se juntou a nós e começou a beija-la também, enquanto passava a mão em minhas coxas, estava um pouco careta, mas resolvi me soltar, acabamos por nos beijar ao mesmo tempo, enquanto despíamos uns aos outros, ficamos só de cueca, enquanto ela estava de calcinha.

Seus peitos eram pequenos, mas bem durinhos, fiz questão de chupa-los, o namorado fez o mesmo, vi que ela estava doida de tesão de ter os seios chupados por dois homens, passava a mão em sua bucetinha por cima da calcinha, ela estava começando a ficar molhadinha. Acabamos por nos despir, o namorado foi o primeiro a tirar a cueca, seu pau não era grande e era totalmente sem pelos, sua bunda também, isso me deixou bem a vontade. Quando tirei a calcinha dela, fiquei doido, sua bucetinha era bem pequena, os pelos na parte de cima eram bem sexy, sua bunda era mesmo bem redondinha. Por último tirei a cueca, estava muito excitado, meu pau tem a cabeça bem larga e rosada, os dois quando viram ficaram bem animados, ela logo disse:

– Que delicia, hoje quero ser arrombada!

Nos levantamos e fomos até a banheira que já estava completamente cheia, a água era bem quente, entramos os três e nos sentamos. O namorado já havia colocado três copos com bebidas nas bordas, começamos a beber e conversar um pouco, falando sobre sexo e tudo mais, enquanto isso mãos bobas rolavam dentro da água, de tempos em tempos, sentia alguém apertando meu pau, começamos a nos pegar, nos beijamos e sentia os corpos nus dentro d’agua. Aos poucos fui perdendo a timidez em relação ao namorado, percebi que ele gostava bastante quando encostava meu pau em suas costas e bunda, mas o fato de poder beijar o pescoço dela, enquanto sentia seus peitos nas minhas mãos, era o que me deixava mais doido, nem conseguia esconder o tesão.

Resolvemos sair da banheira e começar a brincadeira de verdade, nos enxugamos um pouco para não molhar a cama e nos deitamos, não resistindo mais, comecei a chupar minha amiga, passava a língua por toda sua bucetinha, enquanto ela gemia, fazia questão de abrir suavemente com os dedos para que pudesse meter a língua bem fundo, ela estava meio de lado, então chupei seu cuzinho também, ela gemia bem gostoso, enquanto o namorado assistia aquela cena e acariciava meu pau, logo ele estava me chupando, seu oral era bem gostoso, no começo ele apenas ia até a metade, mas logo começou a tentar enfiar o pau inteiro na boca, podia sentir a cabeça do meu pau batendo na sua garganta, ele as vezes engasgava mas logo começava de novo, estávamos ou três doidos de tesão, resolvemos trocar os lugares e entendi o que eles queriam dizer, ao dizerem que seria o brinquedo deles.

Fiquei deitado, enquanto dessa vez ela me chupava, nisso namorado veio, segurou meu rosto e começou a enfiar seu pau na minha boca, nunca havia feito aquilo, por seu pau não ser tão grande, logo chupei até o fim, enquanto mexia em suas bolas, acredito que tenha me saído bem, fiz do mesmo modo que gosto, ele ficava excitado quando começava a chupar na região das bolas e próximo ao seu cuzinho.

Depois que já estávamos lambuzados e bastante excitados, comecei a meter na minha amiga, ela estava deitada de frente, antes de enfiar, fiquei esfregando a cabeça do meu pau na sua bucetinha que estava muito molhada ela então começou a implorar:

-Você ta me matando de tesão, enfia essa rola tudo vai!!

Comecei bem lentamente, até enfiar tudo, ela gemia bem ofegante, o namorado enfiava o pau em sua boca fazendo com que ela chupasse até o final, nisso aos poucos sua bucetinha ia acostumando com meu pau e ficando bem molhada, a coloquei de quatro e continuei metendo, seus cabelos eram bem longos, não resisti e passei a mão bem próximo a sua cabeça e comecei a segura-los com bastante firmeza. O namorado logo disse:

-Da uns tapas nessa safada que ela adora

Logo acatei o pedido e enquanto metia com força puxava seus cabelos e dava palmadas na sua bunda, nesse tempo ela chupava as bolas do namorado. Em pouco tempo ela gozou, suas pernas tremeram, sua bucetinha escorria e ela gemia bem alto, saímos daquela posição. Ela permaneceu deitada, enquanto o namorado logo assume o controle, e diz olhando para mim:

-Agora você vai me comer bem gostoso

Uma nova experiência sexual

Estava bem excitado e afim de comer um cuzinho, ele ficou de quatro bem inclinado, com uma das mãos abria a bunda enquanto se apoiava com a outra, seu cuzinho era bem apertado, enchi os dedos de saliva e passei, sem muito esforço os dedos escorregavam para dentro, ele já começava a gemer. Ela continuava deitada, assistindo essa cena, enquanto apertava o pau do namorado, comecei a forçar a cabeça da rola no seu cuzinho, ele gemeu de dor no começo, mas insisti e logo pude ver minha rola entrando completamente, fazia o movimento bem lentamente, minha amiga continua batendo uma punheta pra ele, depois de um tempo, ela foi para baixo dele, e começou a chupa-lo, enquanto ele também a chupava, ela passava aos mãos nas minhas bolas, enquanto eu continuava comendo-o de quatro e o vendo gemer feito minha putinha.

Já estava quase por gozar, mas queria comer aquela bucetinha mais um pouco, trocamos de posição, me deitei e ela logo veio e sentou, enfiando meu pau inteiro e começou a cavalgar, ela estava de frente para mim, enquanto gemia, eu apertava seus peitos e lambuzava minha mão de cuspe e a masturbava, ficamos de lado e continuei metendo, o namorado veio por trás, e começou a morder minha bunda e em seguida a chupar, sentia um tesão duplo nesse momento, logo ele também se deitou na cama e pude sentir seu pau deslizando em minhas costas e depois na minha bunda, estava meio nervoso e com medo de doer.

Mas como tinha topado, tudo era tudo hahaha. Nas primeiras tentativas estava bem tenso, e ele não conseguia enfiar, mas com o tempo, eu ia metendo nela e ficando mais relaxado, pude sentir quando a cabeça da sua rola entrou, dei um gemido alto, a sorte que sua rola era pequena e logo entrou tudo, sentia um pouco de dor, mas bastante tesão, logo ela veio e começou a me chupar, chupava meu pau, bolas e passava a língua enquanto ele me comia, lubrificando bem a região, logo ele já disse:

-Que delicia comer um cuzinho virgem, só de ser peludinho já da pra saber que é virgem

Ainda sentia um pouco de dor e logo trocamos, minha amiga gostava da situação. Deixei que os dois curtissem também, ela logo foi cavalgar na rola dele, percebi que ela realmente gostava dessa posição, mas para fechar a transa, precisava de uma última coisa. Enquanto ela cavalgava no namorado, fui pela parte de trás e deitei seu corpo sobre o dele, nisso ela já sabia o que iria fazer e disse:

-Hora da vingança né??!

-Tudo é tudo hahah – respondi para ela

Fiz questão de chupar bem seu cuzinho, depois fui penetrando aos poucos, ela não era tão acostumada a fazer anal, mas fui com bastante jeitinho, até conseguir enfiar tudo, ela gemia muito, sendo penetrava na bucetinha pelo namorado e dando o cuzinho para mim, em pouco tempo ela soltou um gemido bem alto e gozou. Nisso o namorado ficou de pé sob a cama e começou a se masturbar em nossa direção, meu pau ainda estava dentro do cuzinho dela, estávamos de joelho quando ele jogou um grande jato de poha em nossa cara, estava bem quentinha, acabamos por engolir tudo enquanto nos beijávamos. Me levantei e fiz o mesmo, coloquei os dois para me chuparem e gozei uma enorme quantidade, deixei os dois lambuzados, enquanto eles se beijavam e chupavam meu pau.

Deitamos na cama, com os corpos totalmente relaxados, ficamos horas transando e cumprimos o acordo inicial haha. Dormimos no motel mesmo, pela manhã acordamos, e fomos eu e ela tomar uma ducha, não resisti e comi a safada, em pé mesmo, uma rapidinha bem gostosa, enquanto o seu namorado espiava tudo e se masturbava.

Essa transa foi inesquecível, não só pelo fato de ter tentando novas experiências (que gostei bastante hahah), mas por ter sido bem intensa. Ainda não tive a oportunidade de repetir, mas tenho muita vontade. Disse a eles que iria escrever um conto e eles amaram a ideia.


Ver mais relatos de contos eróticos com fotos

Deixe seu comentário

Meus contos eroticos é o melhor site de relatos eróticos da internet. Sempre com os contos mais picantes e cheios de sensualidade. Aqui tem um acervo de histórias reais sobre sexo, para todos os gostos. Tem contos pornô gay, hétero, fetiche, corno, coroas e muito mais. O meu contos eróticos é atualizado diariamente, trazendo para os leitores, o melhor em conteúdo totalmente grátis para você soltar a imaginação e curtir muito prazer com cada relato real contado aqui. Você pode compartilhar com a gente o seu conto, basta clicar no link e colocar a criatividade em prática, contemplando os leitores com suas experiências sexuais mais safadas.
© 2021 - CONTOS ERÓTICOS – Contos Eroticos, Sexo e Porno (2021)

porno - xvideos - contos eroticos - contos eróticos - quadrinhos eroticos - hentai - X Videos - Filmes Porno

error: