Contos Eróticos - Contos de Traição, Incesto, Pornô e Sexo » Causos de Traição » O irmão caçula do meu namorado me comeu de 4

O irmão caçula do meu namorado me comeu de 4

  • junho 23, 2020
  • 422 views
31 votes

Hoje vou contar a vocês um episódio que me acontecera.

Me chamo Patrícia (nome fictício), e fazia na época quatro anos que namorava Samuel ( nome fictício), confesso que um dos meus grandes defeitos é ver cara antes de coração e talvez por isso sempre me meti em encrenca. Mas isso conto depois.

Em um fim de semana os meus sogros iriam fazer um passeio no sítio e deixaram A Casa livre, Samuel me chamou para ficar lá nesses dias e aceitei. No entanto, Matheus ( nome fictício), seu irmão mais novo iria ficar na casa também, o que não era problema algum, pois ele sempre foi quieto e na dele, praticamente não se percebia sua presença. Toda vez que eu tinha oportunidade brincava com Matheus e conversava um pouco, e com seus 18 anos estava tão bonito quanto o irmão que tinha 25.

Trair meu namorado com seu irmão caçula

Logo na primeira noite, não consegui dormir com uma crise de insônia, e fui até a cozinha fazer leite quente, era duas e meia de madrugada, quando passei pela sala ouvi o som da TV ligada, e imaginei que Matheus tivesse dormido no sofá assistindo. Enquanto colocava o leite no copo senti duas mãos em minha cintura.
– Samuel.. – disse baixinho.

Eu estava apenas de camisola e calcinha, e ficando excitada com aquela situação, larguei o copo e me virei para beijar Samuel ,então:
– Matheus ??
– Paty, não aguento mais.
– Não estou entendendo..- Matheus puxou meu rosto e beijou minha boca sedento.

O tesão percorreu todo meu corpo e permiti ali que ele continuasse. Enquanto estávamos nos beijando, esbarramos no copo de leite que fez um barulho alto e paramos por um momento:
– Vamos para seu quarto, senão seu irmão..

Fomos nos pegando até chegar chegar em sua cama, ele trancou a porta e veio a mim, sentei em cima de seu pau que a essa altura estava trincado de duro e tirei minha camisola, ficando somente de calcinha, ele apertou meus peitos pequenos e rapidamente começou os mamar, alternava em beijar meus pescoço e chupar meus peitos, me deixando louca, aquela carinha dele que sempre achei inocente naquele momento estava mais safada do que nunca.

O deitei em sua cama e coloquei seu pau pra fora, e era do jeito que imaginei grande e grosso, (maravilhosa genética!) parei de admirar e abocanhei, começando chupar devagar e bem molhado, sentindo o gosto do seu cacete, e ouvindo seus gemidos baixos, logo aumentei a velocidade, num vai e vem delicioso.

Satisfeita em saborear o pau de Matheus voltei beijando sua barriga até chegar em sua boca, nesse momento ele pôs sua mão em meus cabelos e disse desconcertado:
– Paty… me desculpe se eu não for tão bom quanto Samuel… sabe eu nunca fiz.

Senti um arrepio e um gelo no coração, de não entender o por quê um cara tão gostoso ainda ser virgem.
– Shh, só relaxa – beijei seus lábios fingindo que aquilo não me surpreendeu.

Matheus voltou pros meus peitos e foi descendo, até chegar em minha buceta, tirou minha calcinha e começou me chupar, sua língua subia e descia pelo clitóris e a rachinha, comecei gemer naquele delírio de tesão, ele segurou minhas coxas e passou a ir mais rápido, me fazendo contorcer em seus lábios, peguei sua mão e levei seus dedos na entrada, ele entendeu o recado e começou me foder com seus dedos enquanto usava a língua, me fazendo gemer ainda mais alto.

Tirou seus dedos de dentro de mim e lambeu, peguei sua mão e lambi o restante daquele molhado, provando do meu próprio gosto, encostei Matheus na cabeceira e passei as pernas em cima dele, encaixei a cabeça do seu pau na entrada da minha buceta e desci devagar, ele cravou suas mãos em minha bunda e quando entrou tudo soltou um suspiro de prazer, comecei então sentar gostoso, sentindo seu pau me preencher, e gemer em seu ouvido.
– Meu deus Paty… – ele dizia baixinho, apertando minha bunda com força.

Continuei sentando e beijando sua boca, enquanto minha mente só pensava em dar gostoso pro irmãozinho do meu namorado.

Satisfeita ali em cavalgar, sai de cima de Matheus e fiquei de quatro, que é minha posição favorita, ele rapidamente se posicionou atrás de mim, e começou me comer, porra e que delícia, seu pau batia no meu útero me fazendo gemer alto, peguei um travesseiro e enfiei meu rosto ali para não fazer tanto barulho, naquele momento sendo fodida de quatro.
– Paty. vou gozar, Paty.
– Goza… dentro.

Ele passou a estocar mais rápido ainda e depois de uns segundos senti seu pau contrair dentro de mim. Ele saiu e deitou- se ao meu lado.

Nos beijamos, me limpei e vesti a camisola. Naquela noite eu disse que se eu pudesse dormiria com ele, para finalizar. Ele entendeu e cada um foi dormir. Foi um remédio e tanto para minha insônia.

Depois desse episódio tive que arcar com as consequências. Fica pra depois. 😀


Ver mais relatos de contos eróticos com fotos

Deixe seu comentário

Meus contos eroticos é o melhor site de relatos eróticos da internet. Sempre com os contos mais picantes e cheios de sensualidade. Aqui tem um acervo de histórias reais sobre sexo, para todos os gostos. Tem contos pornô gay, hétero, fetiche, corno, coroas e muito mais. O meu contos eróticos é atualizado diariamente, trazendo para os leitores, o melhor em conteúdo totalmente grátis para você soltar a imaginação e curtir muito prazer com cada relato real contado aqui. Você pode compartilhar com a gente o seu conto, basta clicar no link e colocar a criatividade em prática, contemplando os leitores com suas experiências sexuais mais safadas.
© 2020 - Contos Eróticos – Contos de Traição, Incesto, Pornô e Sexo

porno - xvideos porno - quadrinhos eroticos - hentai - Xvideos - Xvideo - Xvídeos - Acompanhantes DF - X Videos - red tub - xvideos gratis

error: