Contos Eroticos - Contos de Traição, Incesto, Pornô e Sexo » Incesto » Papai deu um trato em sua filhinha safadinha

Papai deu um trato em sua filhinha safadinha

  • maio 29, 2019
  • 12831 views

Minha família é bem liberal… Só para vocês ficarem cientes já teve transa envolvendo Minha Mãe e meu irmão e depois meu irmão e eu. E a que eu vou relatar foi como ocorreu entre Eu e meu pai…

Nós três passamos a desfrutar cada vez mais de uma cumplicidade alegre, sadia e muito discreta nos tornando uma família super moderna como sempre quisemos ter….

Conforme relatos anteriores narrados pela minha mãe e meu irmão, meu pai trabalha fora do país, mas temos contatos semanais por telefones ou internet.

Como só faltava ele para fecharmos o “círculo”, eu disse pra minha mãe e meu irmão que me encarregaria desse assunto, aliás, desde meus 18 anos que sempre tive alguns pensamentos eróticos com meu pai.

Pois bem, na outra semana liguei para o meu pai e pedi-lhe que quando estivesse de folga me retornasse a ligação e em seguida entrássemos na chamada de vídeo do whatsapp para matar a saudade.

Nesse mesmo dia eu estava em meu quarto quando ele me ligou para batermos um papo. Eu que havia saído do banho e estava só de calcinha, assim permaneci e em dado momento meu paizinho entrou na tela e pela webcam do celular ele me viu semi-nua quando me aproximava do celular…E sinceramente eu tenho um peitão que chama muita atenção rsrs

Me perguntou o porque da minha nudez, eu disse que havia saído do banho e que a ansiedade de falar com ele era tanta que nem lembrei de vestir uma blusa e que também ele já me vira transitar pela casa com peças íntimas.
Ele riu e falou que devido a alguns meses de estadia e trabalho na Ásia já estava acostumado a ver apenas um pouco do rosto das mulheres, que estava “matando cachorro a grito” e logo viria ao Brasil.

Perguntei o que havia achado do meu corpo, ele respondeu que eu estava com um corpo muito saudável, eu comecei o jogo:

– saudável ou gostosa?

Ele respondeu:

– Os dois rsrsrs….

Daí nossa conversa foi melhorando. Pedi-lhe que viesse nos visitar o mais breve possível e que quando aqui chegasse iria lhe cobrir de beijos e ajudar a suprir sua carência.

Ele respondeu:

– isso é um assunto pra sua mãe resolver.

– E se eu quiser colaborar em comum acordo?

– Você perdeu o juízo?

Do jeito que estou, tem que ser uma mulher muito experiente pra me satisfazer, além do mais você é Minha filhinha amada.

– É… mas acima de tudo sou uma mulher.

A conversa foi tomando rumos interessantes e logo minha mãe e meu irmão adentraram no meu quarto para também falar com meu pai. No final ele programou a sua vinda ao Brasil e finalmente dia dois de junho deste ano fomos todos ao aeroporto recepcioná-lo.

Foram muitos abraços e beijos na chegada e no trajeto até nossa casa. Fizemos um jantar comemorativo e logo depois eu e meu mano combinamos de sair juntos a procura de baladas até o dia amanhecer para poder deixar nossos pais bem a vontade e matarem seus tesões.

Durante a noite ao sair da balada eu e meu irmão trocamos apenas alguns amassos dentro do carro, dei uma leve chupadinha em sua rola e voltamos pra casa lá pelas 4 da manhã e entramos sem fazer barulho.

Antes de entrar para o meu quarto percebi que havia alguém na cozinha e fui ver era minha mãe que estava só de calcinha e feliz da vida.

Estava ali preparando umas vitaminas pra ela e pro meu pai, ela me pediu para avisar a meu irmão que ia precisar de sair com ele logo as 10 horas pra fazer compras e que ia demorar.

Passei o recado ao meu irmão depois fui pro meu quarto dei uma bela soneca e precisamente as 10 e meia minha mãe e meu irmão já haviam saído, eu mais do que depressa saí do meu quarto apenas de calcinha e fui ao quarto de minha mãe onde encontrei meu pai semi-acordado debaixo das cobertas.

Eu fui chegando e logo lhe abraçando, dando beijos no rosto e ele atônito perguntando por minha mãe, eu falei que ela já havia saído com meu irmão para fazer compras.

Disse que ia lhe fazer companhia e fui deitando na cama.

Ele falou: – Me dê um tempinho que vou vestir um calção, então percebi que estava pelado sob o lençol, o fogo me acendeu e comecei a lhe fazer carinhos com beijos e passando a mão em seu rosto olhei pra ele e falei que não era preciso, e que não ia me assustar com o tamanho da sua ferramenta.

Meu pai riu e entendo minha ousadia caiu no clima e suas mãos me abraçaram e sentiram minha pele.

Vi algo crescendo em sua direção e fui me metendo por baixo do lençol e dizendo que íamos apenas brincar um pouco e conversar, pois sabia que sua noite com mamãe foi bastante longa.

Ele confirmou que sim e me tranqüilizou dizendo que ela contara tudo que houve entre nós na sua ausência e que sempre confiou na nossa discrição. De relance eu senti a cabeça da sua rola bastante dura encostar na minha coxa e com a mão esquerda segurei e perguntei

– Só falta nós dois, vamos transar agora ou quer que eu apenas o “alivie”?

Ele respondeu:

– Faça o que achar conveniente.

Então sugeri que fossemos ao banheiro tomar uma ducha e lá resolveria seu problema e o meu também. Ao entrarmos no banheiro que é bastante espaçoso ele foi me abraçando com força e suas mãos a procura de minha bunda e me despindo da calcinha, se bem que ele quis dar uma penetrada em mim ainda de calcinha, afinal  eu já estava com a xoxota toda melada e pra completar meu pai foi logo chupando meus petinhos e com uma mão massageando A minha buceta enquanto eu já segurava em minha mão sua rola super dura feito pedra.

Não demorou e eu comecei a gozar e gemer ele me deitou num colchonete que fica em cima do banco de alvenaria e foi descendo com sua língua até minha xana e me levando as nuvens, depois de gozar muito eu pedi para ele sentar ao meu lado e fui abocanhando seu cacete coma boca lhe dando aquele boquete como nunca viu. Seu cacete tem uns 17 cm por 4 de largura e completava minha boca totalmente, quando vi que estava prestes a gozar eu parei um pouco e perguntei se queria ir mais além ou esporrar na minha boca.

Ele me perguntou se eu queria que fosse penetrada logo e se estava tomando pílulas.

Então falei:

– Estou super prevenida e quero sentir sua pica na minha buceta e sua porra jorrar em minha bucetinha.

– Então toma filhinha, papai vai gozar lá dentro da sua bucetinha.

 

Não demorou e minha xana foi encharcada com seu gozo. Fomos pra baixo do chuveiro eu peguei o sabonete e comecei a ensaboá-lo e quando cheguei em seu tórax segurei seu pau e fui ensaboado e massageando seu saco e seu cacete foi ficando duro novamente, ele tomou o sabonete e também começou a me ensaboar com sua mão suavemente percorrendo meus seios, descendo por todo corpo, minha vagina, depois me virou e foi ensaboando minha bunda e de propósito me inclinei deixando minhas nádegas mais expostas e ele passando o sabonete pelo meu rego e logo meu cuzinho lhe chamou atenção e meu pai quis logo saber de mim se podia saboreá-lo naquele momento ou se deixaria pra depois…. Saímos do banho e fomos para a cama novamente..

Eu falei:

– Paizinho, já te falei que ia te dar meu rabinho e desde então ele é todo seu.

– E se você não aguentar minha rola?

– Vai, mete logo que meu tezão supera qualquer dor.

Meu pai mandou que me apoiasse com as mãos sobre o armário do quarto apontou sua pica na entradinha do ânus e foi encostando a cabeça do seu pau, eu senti um arrepio e mandei que metesse logo a cabeça pra ver no que dava.

Assim meu paizinho fez, quando em menos esperava senti-me rasgada ao meio com a cabeça da sua pica invadindo meu cú, foi uma sensação de dor e prazer que aniquilava qualquer sofrimento. Meu pai parou por um instante e perguntou:

– Te machuquei, filhinha?

– Não, paizinho, mete toda, pois afinal essa não vai ser a única vez e depois vai ser muito mais gostoso.

Vagarosamente eu fui sentindo cada centímetro do seu cacete entrar no meu rabinho… em poucos minutos ele tirou o pau do meu cuzinho e deu uma rajada de porra na minha cara.

Meu pai me segurou para eu não cair, tão grande foi o meu orgasmo e ele nem sei como também se segurou em pé. Depois de tudo nós resolvemos voltar e terminar nosso banho, nos vestir e esperar por minha e mãe e meu irmão.

Instantes depois eles chegaram eu já havia mostrado a meu pai no PC do meu irmão o relato sobre as transas entre nós três e ele as leu atenciosamente.

Minha mãe ao se aproximar de mim piscou um olho pra saber se rolou algo e logo pisquei também afirmando positivamente, ela sorriu e meu irmão também ficou por dentro dos acontecimentos.

Marcamos de sair nós quatro a noite para jantar e dançar um pouco numa churrascaria bem discreta de uma cidade a poucos quilômetros da nossa, e o que se passou depois vocês ficaram sabendo.

clique aqui

Ver mais relatos de contos eróticos com fotos

2 comentários para “Papai deu um trato em sua filhinha safadinha

  1. J. • 21 de julho de 2019

    Que delícia de conto!!
    Adoraria fazer parte dessa família
    Com certeza iria meter todos os dias em você e sua mamãe!!
    Teríamos diversas noite de muito sexo para relatar nesse site!!
    Só de imaginar e ler tive que me masturbar!!
    Parabéns pelo belo conto
    Se quiser posso fazer parte de seu próximo conto!
    Bjosss

  2. Anônima • 30 de setembro de 2019

    Nada como sexo em família. Transei com meu pai antes dele me levar ao altar.Meu marido comeu na lua de mel a xoxota melada com o gozo delicioso do meu pai. Uma delícia. Hoje sou a putinha do meu filho. Não passa uma semana sem me comer. buceta de mãe vicia.Todos deviam experimentar essa felicidade

Deixe seu comentário

Meus contos eroticos é o melhor site de relatos eróticos da internet. Sempre com os contos mais picantes e cheios de sensualidade. Aqui tem um acervo de histórias reais sobre sexo, para todos os gostos. Tem contos pornô gay, hétero, fetiche, corno, coroas e muito mais. O meu contos eróticos é atualizado diariamente, trazendo para os leitores, o melhor em conteúdo totalmente grátis para você soltar a imaginação e curtir muito prazer com cada relato real contado aqui. Você pode compartilhar com a gente o seu conto, basta clicar no link e colocar a criatividade em prática, contemplando os leitores com suas experiências sexuais mais safadas.
© 2019 - Contos Eroticos – Contos de Traição, Incesto, Pornô e Sexo
Porno - Adulto Vip - Xvideos - Xvideo - Xvídeos - acompanhantes de sp - Xvideos Gratis - X Videos -
SPLove - acompanhantes - garotas de programa - acompanhantes sp - Acompanhante SP - acompanhantes sao paulo - acompanhantes em sp