CONTOS ERÓTICOS - Contos Eroticos, Sexo e Porno (2021) » Incesto » Um dia inesquecível com minha mãe

Um dia inesquecível com minha mãe

  • maio 29, 2019
  • 29639 views
12 votes

Uma história real que me aconteceu agora, de repente.
Me chamo Gilberto. Tenho 27 anos. Sou o mais velho dos irmãos, quer dizer, tenho duas irmãs mais novas. Somos três. Meu pai morava conosco, mas se separou de minha mãe há quase dez anos.
Eu também me casei. Ainda novo tive uma filha com minha atual mulher. Ela é mais nova que eu. Fui morar na casa da mãe dela. Depois tive outro filho, três anos depois.

Minhas irmãs tem quase a minha idade também.
Minha mãe é uma loira fogosa! Também nos teve cedo. Não deve ter 46 anos. Só que é bem cuidada de natureza. Era a mais despontada moça da cidadezinha em que morava, quando veio estudar na capital. Meu pai logo casou com ela.

Ora, se hoje ela é atraente, imaginem há dez anos atrás, quando todos morávamos juntos. Eu comecei a reparar em sua beleza através de meus amigos, que ficavam tirando sarro de mim. Depois, com a convivência dentro de casa.

Eu procurava entrar em seu quarto, sem bater, para num momento de felicidade a flagrar de sutiã. Eu era ainda muito inocente, tinha 18 anos. Nessa época, dormíamos juntos (quando meu pai começou a chegar de madrugada em casa). Sempre tivemos uma convivência bem alegre e carismática. Beijos no rosto e abraços eram normais.

Porém, num desses dias, deitado na cama com ela, ela adormeceu e eu levantei sua camisolinha. Estava apenas de calcinha. Lembro como se fosse hoje, a calcinha bege, rendada, com um lacinho ou borboletinha no elástico.

Ela um dia veio até a mim, que estava na mesa de jantar, após o banho, enrolada numa toalha curtíssima. Conversamos normal, ela do meu lado, mas eu vi que a toalha estava amarrada faltando um dedo para mostrar suas partes interessantes. E eu sabia que aquilo era de propósito.
Sempre que acontecia de eu a ver sair do banho, numa toalha, olhávamos sabendo das segundas intenções guardadas às escondidas. Enfim, houve algumas dessas situações em minha adolescência, mas diminuíram depois que eu casei.
Atualmente, seis ou ste anos depois, (tenho hoje, como disse, 27 anos) ela está com um homem muito gente boa, que inclusive é da mesma cidade em que ela nasceu.
Nos damos todos super bem. Mas eu sei que ele “não dá no couro”! É um homem rico, ou pelo menos bem de vida, mas de índole dócil e cabelos brancos.

Certo dia, eu havia levado minha mulher e meus filhos para a casa de minha mãe. É uma das cobranças dela, pois como moro do outro lado da cidade e estudo muito, passo algum tempo sem andar em casa. Enfim, estávamos todos reunidos num domingo para irmos à praia.
A casa estava lotada, apenas o conjugue dela não estava presente. Um de meus cunhados estava lá (o namorado de minha irmã), minhas duas irmãs, minha mulher, meus filhos, minha prima, eu e minha mãe, num apartamento.
Tudo bem que o apartamento é grande, mas já estávamos ansiosos para sair, sem contar que já iam dar 13:00. Estávamos todos com fome, desde quando eu havia chegado chamava o povo pra sair, mas, como disse, o apartamento é espaçoso e a conversa divertia.

Depois de muito chamar, fui naturalmente até o quarto de minha mãe, apressá-la. A porta estava aberta e eu entrei. Ela estava no banheiro e eu a chamei. Ela saiu com um biquíni que me pareceu combinar muito com seu corpo. Na mesma hora nos olhamos. Parou em frente ao espelho do guarda roupa, ao meu lado, dizendo que já íamos. Ela estava linda! Os seios grandes e firmes, o corpo bem cuidado, a barriga enxuta, as coxas grossas. Olhou-me pelo espelho, sem intenção. Retocava o rímel dos olhos e estava com as faces coradas de maquiagem. Eu não pensei duas vezes… Estava muito excitado com aquele clima de praia.

Fechei a porta do quarto e passei a chave.
No inicio ela não entendeu.
Mas logo voltei a ela e beijei-lhe o pescoço. Aí imediatamente vi sua cara de susto!

Aquilo não era normal. Apesar de tudo nunca havíamos nos insinuado abertamente, e aquele beijo inesperado, de portas trancadas, revelava minhas intenções.

Coloquei as mãos em sua cintura, e ela tirou, olhando em meus olhos disse:

– Para!

Mas eu estava cegamente excitado, confiante, e principalmente ousado, pelo fato de saber que ela jamais faria alarde naquelas circunstâncias. Quem já se sentiu completamente movido pelo tesão sabe como é.

Estava embriagado de tesão e era a dureza que me movia!

Eu baixei o short e mostrei a sunga, com meu pau tão duro dentro dela, que saia a cabeça pelo elástico. Eu disse:

– Olha aqui como eu estou por você!

Ela se limitou a olhar para meu membro e dizer:

– Eu sei.

Continuei beijando seu pescoço e esfregava minha sunga em sua coxa. Ela disse relutante:

– Para, Gilberto! Tu tá doido? A casa está cheia!

Mas ela falava baixo, e evitava fazer barulho.

– Ninguém vai ver – eu disse em seu ouvido.

Então estendi a mão para ela, e ela pegou.

Vim na frente e a conduzi ao redor da cama. Ela me seguiu. Sem cair a ficha completamente, ela perguntou:

– O que você vai fazer?

Eu não me preocupei em responder. Só estava atento àquela loirona dentro do quarto comigo. Uma mulher muito fogosa!

Arrodeei a cama com ela e a fiz sentar na borda. Puxei o laço em suas costas e sem esforço tirei a parte de cima de seu biquíni. Ela ainda estava atordoada, com os dois melões rijos soltos no ar. As grandes auréolas rosadas de seus peitos eram lindas. Minha mãe estava muito gostosa e meu pau estourando! Eu disse:

– Deita aí…

Ela obedeceu, encostando-se num travesseiro. Seu olhar era preocupado, mas ela fazia o que eu mandava. Virou um pouco a bunda pra mim, dobrando as pernas como um C, para dentro da cama. Nessa hora o lacinho da lateral de seu biquíni apareceu e eu, sem conversar muito, puxei uma ponta e desfiz o laço que sustentava a parte de baixo.

Eu disse a ela:

– Tira meu pau…

Minha mãe sem dizer nada, apenas maquiada e muito gostosa na cama, vendo que eu tirava sua roupa, levou silenciosamente a mão até minha sunga e metendo a mão lá dentro, sacou fora minha vara, tão dura que apontava no ar.

Minha mãe não precisou de instrução. Enquanto me observava, começou a segurar deliciosamente meu cacete, de uma forma que eu não sabia se ela era uma virgem ou uma puta!

Eu apenas puxei seu biquíni e ele saiu.

Eu murmurei:

– Põe meu pau na boca mãe…

Ela virou-se para mim e sem dizer nada colocou a cabeça do meu pau na boca. Aquela imagem de minha mãe nua sobre a cama estava me deixando doido! E ela parecia saber disso, chupou primeiro a cabeçona, depois engoliu mais ainda, olhando para mim.

Meu pau costumava agradar as mulheres. E minha mãe parecia estar gostando dele.

Sem dizer uma palavra, nós nos comíamos com os olhos! Ela chupava magistralmente meu cacete e eu não parava de segurar sua cabeça e olhar para suas coxas. Eram anos de provocação que estavam ali!
Sem me aguentar mais, tirei sua cabeça do meu pau e pedi que ela se ajeitasse na cama. Minha mãe apenas se deitou de frente e eu pude ver pela primeira vez sua bucetona. Com ralos pelinhos escuros, bem depilada, bem delimitada, bem desenhada. Era uma xota linda! Com uma forma triangular e gordinha. Eu deixei soltar um:

– Nossa, como você é gostosa!

Abri suas coxas e entrei entre elas.

Nessa hora ela não se segurou e disse que eu também era gostoso. Fiquei feliz de ouvir aquilo daquele mulherão e segurando meu pau pela base, fui enfiando por entre seus lábios vaginais. A cabeçona foi abrindo caminho. Minha mãe estava molhada.

Enfiei pela metade, tirei, enfiei novamente, tirei, enfiei mais, tirei, enfiei, tirei, enfiei tirei, até que já estava comendo minha mãe, em sua cama. Enfiava meu cacete duro todo nela e ficava observando ela se segurar na colcha. Devia fazer tempo que aquele mulherão não recebia uma foda. Também não vou mentir, eu mesmo fazia tempo que não dava uma boa.

Aproveitamos aquele momento sem poder fazer barulho. Mas logo minha mãe começou a gemer e eu me preocupei. Ela também entendeu, mas não tinha jeito. Ela pediu que eu saísse, pensei que ia mudar de posição, mas me chamou para perto dela. Fiquei em pé ao seu lado. Com maestria, segurou meu pau pela base e enfiou, melado como estava, na boca. Ficou chupando meu pau, engolia quase todo, e eu não aguentei mais, e gozei sem avisar.

Minha mãe começou a engolir aquilo. Pareceu um pouco surpresa, se livrando de boca aberta. Olhei esperma escorrer por seus lábios, mas ela não parou de mexer no meu pau, para não interromper meu gozo. Quando terminei, ela mesma baixou a ponta do meu membro e o limpou na lateral de sua coxa, na altura da bunda. Sem precisar pedir, dei espaço pra ela ir ao banheiro.

Vesti meu short e sai do quarto sem acreditar no que, de repente, tinha acontecido conosco. Todos aqueles anos tinham, de uma hora pra outra, aflorado.

Eu fiquei com a impressão que as melhores coisas na vida da gente acontecem sem aviso.


Ver mais relatos de contos eróticos com fotos

20 comentários para “Um dia inesquecível com minha mãe

  1. Anônima • 11 de novembro de 2019

    Sua mãe vai adorar ser sua putinha. Vai poder transar sempre co ela.Do jeito, hora e fantasia que desejar. Não há nada mais natural e sexy

  2. A. • 9 de março de 2020

    Eu ja vi o pau do meu filho ta gostosa ja fiquei com a buceta toda melada olhando ele na punheta ele ja me abraçou de pau duro na cama com o meu ex marido ja gozei varias pensando no pau do meu filho EU puis a mão por cima do pau dele várias vezes depois de separada EU deixo a porta do quarto aberta fico na cama só de calcinha exibindo o meu rabo lindo pr os olhos dele tenho certeza que bate punheta me olhando na cama ja lambi a porra dele na cueca dele

    • taradão • 3 de maio de 2020

      Gostaria muito de saber mais, de poder falar diretamente com vc sobre tudo que já fez, me mande uma mensagem no email xxx

    • carlos • 8 de maio de 2020

      Ti quero.

    • Marcio • 19 de maio de 2020

      Se quiser se deliciar num pau bem grande me chama .

      • M. • 9 de julho de 2020

        To carecendo que piroca

    • Marcelo • 13 de setembro de 2020

      por que não deu pra ele

    • N. • 28 de outubro de 2020

      me manda um email pra gente trocar umas palavras, ver se tu me ajuda

    • F. • 7 de novembro de 2020

      Vem ser minha mae sua gostosa me chama xxx

  3. Alessandro • 2 de maio de 2020

    Nossa eu só doido pra comer a minha mãe como faço pra isso acontecer afffffff

  4. Alecsandro • 2 de maio de 2020

    Adoro ver ela gemendo

  5. Adriano • 20 de maio de 2020

    Adoro incesto vamos trocar experiências

  6. Adriano • 20 de maio de 2020

    Adoro incesto

  7. Ariovaldo • 21 de junho de 2020

    Otimo conto! Gozei lendo. Se possível fotos via email da mamãe pelada mostrando os peitinhos, a buceta e o cuzinho do filho pelado mostrando a picona e a bundinha. Dê continuidade a este conto, quero ler o filho comendo o cuzinho da mamãe arrebentando as pregas anais dela.

  8. Viúva • 11 de julho de 2020

    Deve ser uma loucura abri as pernas pro filho fuder…. se o pau for maravilhoso gostoso deixa a gente bastante confusa

    • Marcelo • 13 de setembro de 2020

      vem ser minha mãe

  9. Marcelo • 31 de outubro de 2020

    Que tesão de conto.

  10. Basílio • 19 de novembro de 2020

    Mulheres vamos trocar experiência sobre o assunto.

  11. Basílio • 19 de novembro de 2020

    posso lhe dar umas dicas

  12. Basílio • 19 de novembro de 2020

    Mulheres vamos trocar experiência.

Deixe seu comentário

Meus contos eroticos é o melhor site de relatos eróticos da internet. Sempre com os contos mais picantes e cheios de sensualidade. Aqui tem um acervo de histórias reais sobre sexo, para todos os gostos. Tem contos pornô gay, hétero, fetiche, corno, coroas e muito mais. O meu contos eróticos é atualizado diariamente, trazendo para os leitores, o melhor em conteúdo totalmente grátis para você soltar a imaginação e curtir muito prazer com cada relato real contado aqui. Você pode compartilhar com a gente o seu conto, basta clicar no link e colocar a criatividade em prática, contemplando os leitores com suas experiências sexuais mais safadas.
© 2021 - CONTOS ERÓTICOS – Contos Eroticos, Sexo e Porno (2021)

porno - xvideos - contos eroticos - contos eróticos - quadrinhos eroticos - hentai - X Videos - Filmes Porno - Acompanhantes DF

error: