Comendo a safada apertadinha

  • fevereiro 27, 2021
  • 6447 views
2 votes

Oi, tenho 32 anos e vivo em uma cidade próxima da capital. Tenho 1,70 cm, sou professor e um amante no bom estilo espanhol. Sou daqueles que ama o contato físico, as paixões, jantar a luz de velas e proporcionar orgasmo de qualidade as mulheres que eu fico. Tenho boa aparência e o relato que contarei aqui é verídico.

Verônica (nome fictício), baixinha, magrinha, bundinha redondinha como eu amo, eu conheci via app de namoro em uma época que estava separado, eram idas e vindas na relação, neste interim enviava nudes e recebia, as conversas eram quentes, separei e me mudei para a maior cidade do estado. O contato foi diminuindo até que cessou.

Sexo com a safada apertadinha

Anos depois voltei pra capital e tenho uma pasta escondida com os nudes que recebo, nunca mostro a ninguém, mas são minhas lembranças. Vi o dela e entrei em contato, ela estava solteira, mais tatuada, mais encorpada. O tempo passou, mas minha vontade não, demorou, mas depois de insistir marcamos, nos vimos em uma praça.

Fui preparado com meus géis para massagem tântrica, sou ótimo nisso, mas fui só com a intenção de prosear. Papo vai, papo vem, ela assumiu estar carente por só pegar homem que não trepava direito, me dispus a ajuda-la com isso.

Fomos para a casa dela, que é colada na do vizinho, ela tomou uma ducha e eu me preparei. Ela já chegou do banheiro pelada, meu pau que não acho muito grande estava a mostra, deve ter uns 16 cm. Mas é grosso. E ela disse: caralho, isso vai me rasgar. A verdade é que ela devia estar acostumada com piroquinha de velho, pq eu particularmente creio que tem bastante cara pauzudo por ai, eu só dei sorte que a métrica dela era pouca. Sorte mesmo para um cara quente como eu, que gosta de fazer direito.

Deitei ela de conchinha, comecei a lamber o pescoço dela, massageei as costas com o gel, alternava lambidas e ela estava encharcada, ela lá pelas tantas se virou e falei:

– falta na frente.

Chupei do pescoço aos pés. A boceta dela era pequena, lambi a virilha, massageei o clitóris varias vezes e os esquecidos grandes lábios. Depois de um tempo eu não me aguentei e esqueci a massagem tântrica e chupei ela freneticamente, me babei todo. Ate ela não aguentar, me puxar e meter, mas realmente era apertada, demorou pra entrar, mas quando entrou, encaixou. Eu por cima peguei os cabelos dela na nuca e metia levemente, a pedido dela.

O ritmo foi aumentando ate ela gozar. Controlo muito meu gozo, naquele dia transamos 2hrs e meia. Dei 3 seguidas, de 4, de frente, em pé ao lado da cama. Comi até ver ela assada e inchada. Ela se assustou que mesmo gozando meu pau não baixava. Sai de lá feliz e ela realizada.

Em breve mais contos.


Ver mais relatos de contos eróticos com fotos

Deixe seu comentário

Meus contos eroticos é o melhor site de relatos eróticos da internet. Sempre com os contos mais picantes e cheios de sensualidade. Aqui tem um acervo de histórias reais sobre sexo, para todos os gostos. Tem contos pornô gay, hétero, fetiche, corno, coroas e muito mais. O meu contos eróticos é atualizado diariamente, trazendo para os leitores, o melhor em conteúdo totalmente grátis para você soltar a imaginação e curtir muito prazer com cada relato real contado aqui. Você pode compartilhar com a gente o seu conto, basta clicar no link e colocar a criatividade em prática, contemplando os leitores com suas experiências sexuais mais safadas.
© 2021 - CONTOS ERÓTICOS – Contos Eroticos, Sexo e Porno (2021)

porno - xvideos - contos eroticos - contos eróticos - quadrinhos eroticos - hentai - X Videos - Filmes Porno

error: