Perdi a virgindade dentro do carro

  • maio 17, 2020
  • 973 views
1 vote

Tudo aconteceu quando eu tinha 18 anos, sempre fui muito safadinha mas nunca transado e nem chegado perto.

Eu estava a um tempo trocando mensagens com um garoto, ele era mais velho que eu 2 anos.

Depois de muito enrolar ele, decidi marcar pra ficarmos, eu não tinha a intenção de transar apenas dar uns amassos. Então ele propôs me buscar de carro e ficarmos, tudo certo.

No dia marcado ele foi me buscar e eu já estava louca para beijá-lo, então fomos para o carro dele e antes de entrar ele me encostou no carro e me deu um beijo maravilhoso, quente e que me deixava muito excitada, ficamos nos beijando e quando o beijo começou a esquentar, ele sussurrou em meu ouvido para irmos pra um lugar mais afastado e calmo, e eu concordei.

Minha primeira transa

Fomos conversando normalmente, eu não sabia aonde estávamos indo e estava numa mistura de medo, preocupação e tesão, depois daquele beijo eu tinha ficado toda molhadinha. Então chegamos a um lugar meio afastado e deserto, então ele voltou a me beijar, mas de forma mais intensa e maliciosa, me beijava e passava a mão em minha bunda, coxa e tentava chegar A minha virilha. Então conforme nos beijamos fui relaxando até que eu deixei ele chegar na minha buceta, que já estava totalmente encharcada.

Ele esfregava os dedos por cima da minha calcinha (eu estava de saia bem justinha e camiseta) e quanto mais ele esfregava seus dedos mais eu ficava excitada, até que ele enfiou a mão por dentro da minha calcinha, já toda ensopada, e masturbou meu grelinho de forma que eu ficava cada vez mais ofegante, em compensação ele estava bem calmo, e continuou ali até que pediu pra mim tirar a calcinha, então ele inseriu um dedo suavemente na buceta e disse:

-que bucetinha mais gostosa, toda apertadinha, é virgem né?

E eu respondi que sim.

Então ele inseriu mais um dedo e fazia um vai e vem mais constante, e eu comecei a soltar uns gemidinhos baixinhos e suaves, até que para minha surpresa ele colocou mais um dedo e estava metendo-os com força, e com a outra mão masturbava meu grelo totalmente durinho.

Pude perceber um volume em sua calça, então o beijei e acariciei aquele pau extremamente duro por cima da calça jeans, e fui abrindo seu zíper vagarosamente e fui tirando aquela delícia toda, quando vi aquele pau fiquei toda animada, era grosso com a cabeça levemente rosada e então comecei a punheta-lo e ele soltava uns gemidos de tesão, e pediu para irmos para o banco de trás.

No banco ele sentou, e eu ao lado dele, mas com as pernas por cima de seu colo, e voltamos a nos beijar intensamente e ele foi me deitando no banco e abriu minhas perna, fiquei toda abertinha pra ele, que veio por cima de mim e beijou meu pescoço e acariciava meus seis por cima da camiseta, e foi descendo pela minha barriga, até que beijou em volta da minha vagina e abriu ela e foi beijando e lambendo, então soltei um gemidinho e passei a mão por sua cabeça.

Ele começou a chupar minha entrada e com os dedos brincar com meu grelo, hora mudava e lambia meu grelo e dedilhava minha entrada, até que voltou a se posicionar por cima, ajeitou a camisinha naquela rola maravilhosa e dava leves pinceladas na minha pepeca, ele perguntou se estava tudo bem e eu consenti.

Ele foi forçando bem devagar e delicadamente minha entrada, e eu soltava alguns gemidos de dor, aquilo parecia estar me rasgando mas não doía muito, daí ele começou com um vai e vem suave e cada vez que estocava ia mais fundo até eu senti uma pressão e que delicia de dor, ele começou a fazer um vai e vem mais rápido e eu gemia bem baixinho.

Ele tirou seu pau e se sentou no banco do carro, eu me levantei e comecei a acariciar e fui beijando a cabeça da rola dele, que a conduzia em minha boca, depois de dar uma mamada satisfatória eu subi em seu colo e encaixei seu pau em minha entrada De novo, e sentei de forma que entrou tudo de uma vez, comecei a mexer levemente os quadris ele conduzia minha cintura e gemia, beijava meu pescoço até que eu senti um calor no corpo e minhas pernas estremecer, então eu dei uma gozada e continuei ali, ele me colocou de quatro e fudeu com força minha buceta que já lateja a e queria gozar de novo, então eu gozei e ele também.

Finalizamos com ele limpando minha bucetinha com a língua, nos vestimos e fomos embora trocando alguns beijos e carícias.


Ver mais relatos de contos eróticos com fotos

Deixe seu comentário

Meus contos eroticos é o melhor site de relatos eróticos da internet. Sempre com os contos mais picantes e cheios de sensualidade. Aqui tem um acervo de histórias reais sobre sexo, para todos os gostos. Tem contos pornô gay, hétero, fetiche, corno, coroas e muito mais. O meu contos eróticos é atualizado diariamente, trazendo para os leitores, o melhor em conteúdo totalmente grátis para você soltar a imaginação e curtir muito prazer com cada relato real contado aqui. Você pode compartilhar com a gente o seu conto, basta clicar no link e colocar a criatividade em prática, contemplando os leitores com suas experiências sexuais mais safadas.
© 2020 - Contos Eróticos – Contos de Traição, Incesto, Pornô e Sexo

porno - quadrinhos eroticos - hentai - Xvideos - Xvideo - Xvídeos - Acompanhantes DF - X Videos - xvideos gratis

error: