Sexo com a minha cunhada escondido

  • julho 16, 2019
  • 6309 views

O conto que irei iniciar se passou a poucas semanas. Meu nome é pedro , tenho 18 anos, 1,85 de altura, branco, corpo atlético e musculoso, Minha namorada (Maria) ,é baixinha ,branca ,mas ela não importa, o foco é sua irma, Tatiana,vamos chamar ela de tati, tem 18 aninhos também,é magrinha,tem uma bundinha considerável, deve ter uns 1,70 de altura, tem cabelos pretos meio cacheados, olhos grandes e usa aparelho.
Nossa relação sempre foi boa,temos uma certa intimidade mas nunca rolou nada entre a gente, nos sempre brincamos um com o outro, brincadeiras de ofender sabe, mas sempre na zuera…

Certo dia eu e maria iamos sair para comer, havia mandado mensagem pra ela que as 21 hrs estaria passando na sua casa para podermos ir.Como de costume quando cheguei ela ainda nao estava pronta, tinha acabo de entrar no banho, decidi esperar em seu quarto, que ela divida com tati.

Antes de entrar percebi que tati estava deitada, mexendo no telefone,com um pijama vermelho de borda preta, um número a menos do que ela vestia ,de bunda pra cima….Aquela imagem me surpreendeu, nao consegui parar de olhar para aquilo,meu pau ficou tao duro, a ponto de latejar na hora, quando eu sem querer, esbarrei na porta e ela percebeu que eu estava olhando, disse que havia sido um engano e que tinha acabado de chegar ali. Ela se fez por acreditada…

Passado isso como de costume, na parte da tarde fui até A Casa da minha namorada,passar um tempo com ela, até que sentimos fome, e ela disse que iria preparar algo para agnt na cozinha,entao fiquei na sala esperando. Até que tati entra na sala para pegar seu notbook que se encontrava no rack da tv, com aquele mesma camisola do dia anterior, só que agr com a luz do dia, eu conseguia ver a transparência daquela malha fina, por baixo.do pijama vermelho,pude notar uma calcinha bem fininha, enfiada na sua bunda, e sem sutiã pude ver seus peitinhos pequenos. Fiz com que nao queria olhar até que ela disse bem baixinho:

– Pode olhar, coloquei só pra vc ver

Aquela frase me subiu um tesao, que meu pau latejava novamente, tao duro que criou um grande volume no short, e ela percebeu e disse:

– To vendo que vc gostou, pena que nao posso ver ele igual vc pode me ver

Nesse momento eu só queria levantar e tirar todo aquela camisola e comer ela até gozar naquela boquinha vermelhinha que ela tinha, mas minha namorada estava na parede atras de mim, naquela hora nao dava.

No dia seguinte fomos ao clube, nos 3: Eu, Minha namorada e tati(minha cunhada) a qual iria encontrar uma amiga, chegando la assim que descemos do carro ,maria foi direto pra sauna e eu sentei na mesa do bar, em quanto tati foi procurar sua amiga, passando uns minutos, ela volta dizendo que tomou um bolo, e que iria esperar sua irma cmg. Ela entao puxa uma cadeira e senta do meu lado, eu pergunto pq ela sentou tao proximo a mim, e ela responde que queria me dizer algumas coisas.Ela entao vem até meu ouvido e diz que na noite anterior, se masturbou pensando no meu pau, naquele volume que eu fiquei, e no mesmo instante meu pau volta aquele estado, reparo que tati esta com a mao na minha coxa ,muito perto de pegar na minha pica, ela entao da uma apertada rapida e me fala no ouvido que quer botar tudo aquilo na boca, entao vamos até o carro, que estava um pouco afastado dos demais, e sentamos no banco de tras.

Imediatamente ela tira sua blusa e seu short, e fica apenas de biquini, entao ela deita na minha frente e coloca a boca perto do meu pau, pede para que eu tire da cueca e coloque na mao dela, fiz entao o que foi mandado, e quando eu tiro ela se surpreende ainda mais, era uma rola de 19 cm grossa e cheio de veias, ela salivou na hora, e num instante começou a passar a lingua em minhas bolas, até que ela subiu e engoliu todo meu pau.

Foi o melhor boquete da minha vida!!!!

Eu entao tiro o resto da minha roupa e sua tb e posiciono ela de 4, ela diz que eu pudesse enfiar onde eu quisesse, chamei ela de puta e lhe dei um tapa na sua bunda. Pego a cabeça do meu pau ainda molhada do boquete e coloco na portinha da sua buceta, ela diz que estava delicioso, pra eu empurrar tudo, eu comecei a empurrar bem devagar na sua buceta, até que eu empurrei mais forte fundo, que ela soltou um gemido de dor com tesao, e disse que queria mais, eu comecei a mrter com tanta força que ela se contorcia… Ate que eu parei e tirei meu pau, disse entao que iria arrombar seu cuzinho, ela sorriu e disse que eu podia fazer oq eu quisesse, entso antes de enfiar meu pau, molhei meu dedo e dei uma enfiada nela, ela deu um gemidinho baixinho, entao eu encostei meu pau na beirinha do seu cu, e soquei toda aquela puca buraco a dentro, ela gemeu tanto que começou a ficar sem voz , e eu empurrei tao rapido, que eu gozei….
.
Disse que iria repetir aquilo, que agora ela era minha vadia e tinha que me obedecer…

*Para preservar a identidade dos participantes, foram criados nomes fictícios para este conto.

clique aqui

Ver mais relatos de contos eróticos com fotos

Deixe seu comentário

Meus contos eroticos é o melhor site de relatos eróticos da internet. Sempre com os contos mais picantes e cheios de sensualidade. Aqui tem um acervo de histórias reais sobre sexo, para todos os gostos. Tem contos pornô gay, hétero, fetiche, corno, coroas e muito mais. O meu contos eróticos é atualizado diariamente, trazendo para os leitores, o melhor em conteúdo totalmente grátis para você soltar a imaginação e curtir muito prazer com cada relato real contado aqui. Você pode compartilhar com a gente o seu conto, basta clicar no link e colocar a criatividade em prática, contemplando os leitores com suas experiências sexuais mais safadas.
© 2019 - Contos Eroticos – Contos de Traição, Incesto, Pornô e Sexo
Porno - Adulto Vip - Xvideos - Xvideo - Xvídeos - acompanhantes de sp - Xvideos Gratis - X Videos -
SPLove - acompanhantes - garotas de programa - acompanhantes sp - Acompanhante SP - acompanhantes sao paulo - acompanhantes em sp