Comi o cuzinho da frentista

  • agosto 19, 2020
  • 10.294 views views
11 votes

Sou Yuri(fictício) eu trabalhava em uma adega na qual também fazíamos delivery e Francisca (fictício) trabalha num posto de frentista próximo a adega .

Todos os dia ela passava na adega pra comprar isotônico ou algo do tipo. Certa vez ela veio buscar uma bebida e não achou na geladeira, porém, mais tarde quando passei pelo posto levei uma garrafinha e lhe dei, como agradecimento ela se jogou no meu colo me permitindo dar uma segurada em sua bunda que era enorme muito gostosa por sinal e também um cheiro em seu pescoço ( confesso que até hj quando sinto alguém passar com o mesmo perfume lembro na hora daquela safada) além de dar um beijo muito gostoso em seu pescoço também.

Visto positivo resultado do agrado eu fiz isso mais algumas vezes e o agradecimento era cada vez melhor, o problema maior era ser casado e todo mundo me conhecia por trabalhar a muito tempo na adega; de repente se alguém visse e desse com a língua nos dentes ia dar ruim pra mim. Sendo assim na última vez que lhe dei a bebida fui mais fundo e pedi a ela pra nos encontrarmos mais tarde após eu sair do trabalho em um local mais reservado e ela topou, trocamos telefones e pronto, só faltava as horas passar pra dar uns amassos naquela gostosa.

Comendo o cuzinho da frentista no motel

Mais tarde quando eu sai do trabalho lhe chamei pelo zap e ela conversando comigo topou o lugar combinado para nos vermos. Quando chegou dei um beijo em seu rosto quase um selinho e fomos conversar, a safada também era casada e disse que seu marido era muito ciumento, também falei que era casado, porém falei que gostei muito de conhecer ela, pois era muito gata e se ela aceitaria ficar comigo, de pronto ela falou de novo que era casada dai aticei dizendo que o proibido seria muito gostoso, dai ela pensou um pouco e aceitou, de pronto passei a mão no rosto dela peguei em sua cintura e puxei ela pra dar um beijo e que beijo gostoso, nos beijamos por uns 10 minutos, até que deixei minha mão descer até chegar naquela bunda maravilhosa e o melhor de tudo que ela deixou eu segurar com vontade, de pronto o pau subiu e fiquei roçando sua leka (era como ela chamava sua bucetinha), rindo ela me disse que eu estava animado então à respondi que com uma gostosa que ela era comigo não havia como não estar menos só mais e ri também.

Por mais algumas vezes, assim fizemos e ficamos, até que chamei ela para irmos a um hotel, até achei que diria não num momento, entretanto após pensar um pouco me disse que sim, então combinei com ela em qual seria e lhe expliquei onde era e lá fomos; na hora combinada.

Mais tarde, já no quarto trocamos alguns carinhos e comecei a despir ela e notei que tinha um pouco de vergonha pois ela já tinha uma filha então fiz com que ela se sentisse confortável e por fim consegui tirar toda sua roupa, após tirando a minha. Tomamos um banho e já na cama beijei e chupei cada pedacinho de seu corpo porém como gostei muito daquela bundona dela pedi pra ela ficar de quatro pra eu chupar aquele rabo maravilhoso sem contar naquele cuzinho espetacular (amo fuder um cuzinho) e ela assim fez, nossa que visão eu tinha, acho que ela percebeu minha gana por sua bunda e se prostrou bem a vontade.

Ao tocar seu cuzinho com minha língua, deu uma piscadinha e deu uma leve tragada pra dentro dele eu quase tive um treco de tanto tesão e em seguida também dei uma boa chupada em sua leka e sem esperar muito fui logo tratar de comer aquela gostosa. Seu parto tinha sido cesariana então sua bucetinha era tão apertada que quase não entrava meu pau, delícia de pepeka por sinal.

Acho que precipitado, porém não aguentei e já esperando um não bem grande pedi à safadinha pra comer seu rabinho e adivinhem só, ela deixou, contanto que eu fosse bem devagar para não machucar e eu sem acreditar naquilo à vi ficar de ladinho e me chamar pra lhe foder o cuzinho, dei mais uma chupada gostosa no reguinho pra deixar tudo bem molhadinho e depois fui meter o pau, bem devagar fui adentrando rola em seu rabinho e ela soltando gemidos que me deixaram com mais tesão ainda, depois do pau enterrado no rabo ela pediu um tempinho pra acostumar com a tora em seguida começamos um vai e vem devagar e aos poucos aumentando até que não aguentou mais e gozou e por conta da contração da gozada dela, gozei jorrando tanto leite dentro do seu cuzinho que já sem prega nenhuma.

Ao tirar a pica de dentro lavou o lençol de porra, dai o comentário dela, você goza muito lavou meu cu com sua porra. Em seguida tomamos um bom banho, lá brincamos mais um pouco e fomos embora (detalhe… é isso mesmo comi a gostosa no pelo), bom demais. Dai não paramos mais de ir a um hotel e dar boas trepadas.

Até a próxima


Ver mais relatos de contos eróticos com fotos

Deixe seu comentário

Meus contos eroticos é o melhor site de relatos eróticos da internet. Sempre com os contos mais picantes e cheios de sensualidade. Aqui tem um acervo de histórias reais sobre sexo, para todos os gostos. Tem contos pornô gay, hétero, fetiche, corno, coroas e muito mais. O meu contos eróticos é atualizado diariamente, trazendo para os leitores, o melhor em conteúdo totalmente grátis para você soltar a imaginação e curtir muito prazer com cada relato real contado aqui. Você pode compartilhar com a gente o seu conto, basta clicar no link e colocar a criatividade em prática, contemplando os leitores com suas experiências sexuais mais safadas.
© 2024 - CONTOS ERÓTICOS – Contos Eroticos, Sexo e Porno

pornô - contos eroticos - contos eróticos - quadrinhos eroticos - hentai - Filmes Porno - Porno - Xvideo - Videos de Sexo - Cnnamador - Xvideos - Xvideos10 - Videos Pornô - Xvideos onlyfans